O Engenheiro Agrônomo

agronomia ou engenharia agronômica combina conhecimentos das ciências exatas, naturais, econômicas e sociais para melhorar a qualidade e produtividade de plantações, rebanhos e produtos agropecuários.

O agrônomo ou engenheiro agrônomo é um profissional de nível superior capaz de atuar em todas as etapas do agronegócio, desde o plantio da lavoura e criação dos animais até a industrialização, armazenamento, distribuição e comercialização de produtos e propriedades rurais de todos os portes, fazendas, granjas, abatedouros, indústria alimentícia, de sementes, de defensivos agrícolas e de rações, setor sucroalcooleiro, órgãos de defesa sanitária e universidades são alguns dos campos de atuação do agrônomo, que pode ainda exercer a profissão de forma autônoma como consultor.

O mercado de trabalho para o agrônomo está aquecido e os salários, mesmo para quem inicia na carreira, são atrativos.

Salário Mínimo Profissional do Agrônomo

De acordo a Lei 4.950-A/66, de 1966, que regulamenta a remuneração dos profissionais diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária, a tabela salarial do profissional de agronomia está vinculada ao valor do salário mínimo vigente e à jornada diária do profissional, independentemente do seu local de atuação.
A profissão de engenheiro agrônomo tem se especializado cada vez mais e aberto a cada dia diferentes postos de trabalho. Aquela imagem tradicional do Agrônomo da extensão, no meio da lavoura, não foi de todo extinta, mas muitos deixaram as botas de lado. Temos agrônomos fazendo análise de mercado, em atraentes laboratórios de genética, cuidando de pragas urbanas, de resíduos tóxicos, de certificação de alimentos orgânicos e em ONGS – Organização não Governamental atentas a problemas ambientais provocados pela prática agrícola, sob tamanha diversificação da profissão sentimos todos a mudança, passando por três grandes impactos: do agrobusiness, da biotecnologia e da sustentabilidade ambiental e social.